gerofuturo@gmail.com

sábado, 23 de abril de 2011

As refeições na terceira idade

A todos desejo que passem um dia de Pascoa muito feliz;

O dia de hoje proporciona-se a alguns exageros alimentares, sei o que isso é, estou em Torre de Moncorvo - Bragança, e á minha volta observo uma mesa com deliciosos folares, os ovos de chocolate as tradicionais amêndoas de Moncorvo,… tudo isto uma autentica tentação para o comum dos humanos.






Perspectivando do que iria escrever no dia hoje, fiz uma pesquisa que achei interessante partilhar sobre o cuidado a ter com as refeições para os idosos;

“As refeições na terceira idade devem ser pouco abundantes e repartidas, para que cada uma não sobrecarregue demasiado o estômago do idoso. À medida que aumenta a idade, a tendência será para que as refeições se tornem isocalóricas e com intervalos de cerca de 2,30 a três horas. Estas refeições devem ser preparadas para facilitarem a mastigação e permitirem uma fácil digestão, evitando a utilização de condimentos fortes e de gorduras em excesso e muito aquecidas.
Para além disso, as refeições devem ser atractivas em termos de aspecto, de  paladar e de consistência a fim de que estimulem o apetite.
Em termos de nutrientes, para idosos, deve preparar refeições pobres em gorduras sólidas e de origem animal e ricas em proteínas de origem animal, metade das quais devem ser provenientes de produtos lácteos.
O idoso deve ir buscar as vitaminas e minerais aos alimentos do GRUPO V da roda dos alimentos (vegetais, hortícolas, batatas, frutos), pois estes alimentos são facilmente digeríveis. As fibras podem ser adquiridas à custa do pão de mistura e de alimentos do GRUPO IV (vegetais secos, cereais e derivados, leguminosas secas, açúcar e cacau)…”

Com um Abraço,
Maria Antónia Calvo

Sem comentários:

Enviar um comentário