gerofuturo@gmail.com

domingo, 10 de junho de 2012

SAÚDE MENTAL


Com os progressos científicos e tecnológicos da medicina a sociedade beneficia de um aumento do tempo médio de vida. O aumento dessa longevidade acarreta inúmeros desafios no domínio da saúde (física e mental).
Se por um lado as politicas de saúde apoiam o envelhecimento activo, promovendo uma melhor qualidade de vida, incentivando os idosos na prática de exercício físico, numa melhor alimentação e abandono de hábitos tabágicos/alcoólicos, visando a melhoria e qualidade da sua saúde física; por outro, verifica-se que os idosos institucionalizados e os que procuram a sua integração em lar, na sua grande maioria apresentam a sua saúde mental comprometida, com declínio acentuado das funções cognitivas e sinais de demência.
Compete ao Gerontólogo, dentro das instituições (lares, residências assistidas, centros de dia e convívios, etc.) promover programas educacionais aos cuidadores formais (ajudantes de lar e auxiliares de acção médica), para sensibilização relativamente à sua metodologia de acção, de modo que estes respeitem os sentimentos dos utentes com demência.
Numa sessão de Educação para a Saúde (aprox.25m), o Gerontólogo tem como objectivos específicos:
·         Auxiliar as assistentes de lar a desenvolverem estratégias de interacção com estes utentes.
·         Ensinar/Recordar às assistentes o que é a demência e quais os principais sintomas e manifestações.
·         Capacitar as assistentes a adaptarem-se às necessidades destes utentes.

Planeamento de intervenções ou actividades formativas:
Sessão de Educação para a Saúde Mental (20/25m.)
1.    Introdução (5minutos)
O que é a demência?
2.    Principais manifestações de demência (15/20m.)
·         Diminuição de memória
·         Afasia
·         Apraxia
·         Agnosia
3.    Exemplos práticos (5minutos).















Teresa Castanheira 2º GS nº14

Sem comentários:

Enviar um comentário