gerofuturo@gmail.com

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Casos de violência sobre idosos mais denunciados

Texto Original

Com a colaboração da Associação Prtuguesa de Apoio á Vitima (APAV) e a participação também de alguns idosos utentes da vizinha Casa S.Pedro, a Misericórdia de Alverca organizou, no dia 25 de Outubro, uma sessão sobre o tema "A violência na terceira-idade".
Joana Menezes, têcnica da APAV, explicou que este tipo de problemas tem vindo a crescer ou pelo menos  é mais denunciado. São situações que ocorrem sobretudo no seio familiar e no ambiente onde o idoso vive, mas que as vítimas  muitas vezes não denunciam, por vergonha, por medo ou pr desconhecimento dos seus próprios direitos.
Só entre 2000 e 2009, a APAV teve conhecimento de 8124 crimes de violência doméstica contra pessoas idosas e de 976 casos de crimes contra  património de pessoas idosas. A especialista da APAV frisou que esta violência pode manifestar-se pelas mais variadas formas, desde a agressão,psicológica ou sexual até ao abandono e á negligência. Existem também os chamados casos de "violência financeira" em que terceiros se procuram apropriar de bens dos idosos, abrigá-los a assinar documentos ou tentam tomar decisões por eles sobre os seus bens.
Joana Menezes recomendou aos cerca de 40 idosos que assitiram à sessão que denunciem sempre situações que sejam vítimas. "Não devem permitir que os tratem como crianças, não se devem calar, devem gerir as vossas contas e bens, nâo devem ter vergonha de apresentar queixa às autoridades, à Segurança  Social ou à APAV e não se devem isolar", referiu, acrescentado que têm aumentado os casos de idosos que são vítimas de atitudes familiares ou de outras pessoas mais chegadas e também os casos de assaltos e de burlas.

Texto Modificado

No dia 25 de Outubro de 2011 foi realizada uma sessão na Misericórdia de Alverca sobre a “Violência na Terceira Idade” , quem realizou  esta sessão foi a Misericórdia de Alverca com a colaboração da APAV ( Associação de Apoio à Vitima) , e a audiência era constituída por idosos. 
Segundo Joana Menezes, técnica da APAV este tipo de problemas têm vindo a crescer ou são mais denunciados. Estas situações ocorrem no seio da família e no ambiente onde o idoso vive, muitas vezes as vitimas não denunciam o caso por terem vergonha, por terem medo ou por desconhecimento dos seus próprios direitos.
Entre 2000 e 2009, a APAV teve conhecimento de 8124 crimes de Violência Domestica contra os idosos, esta violência pode-se manifestar das seguintes formas: agressão, psicológica ou sexual, abandono e  neglicência. Existem casos de ” Violência Financeira”, em que terceiros apropriam-se dos bens dos idosos, do dinheiro, obrigam-nos  a assinarem documentos e tentam tomar decisões em seu nome.
Têm aumentado os casos da violência nos idosos por parte dos familiares ou por pessoas que lhes são chegadas, são vítimas de burlas ou de assaltos.
A técnica da APAV, disse aos idosos presentes na sessão que denunciassem sempre os casos de violência. Ainda referiu que não deviam ter vergonha em denunciarem o caso à Segurança Social ou à APAV e que não se devem isolar.


Opinião

 Quando os idosos sofrem de algum tipo de violência, devem denunciar o caso, pois existem associações e pessoas que podem ajuda-los a ultrapassar aquilo que estão a viver.
Muitos idosos não denunciam por vergonha, por medo ou porque não sabem os direitos que têm.   A vergonha social ( os que os outros vão dizer ) por vezes também é um obstáculo.
Muitas vezes estes actos de violência são cometidos  por familiares do idoso.  É importante  conhecer  o meio em que ele vive se não está em situação de abandono, muitas famílias abandonam os seus idosos, ou de coacção. Há famílias que têm os idosos em casa, porque querem ter acesso aos seus bens, e muitas vezes tomam decisões sem estes terem conhecimento.
Muitos idosos isolam-se porque tem vergonha que as pessoas saibam daquilo que estao a passar, e muitas vezes são desconfiados quando alguém lhes quer ajudar pois pensam que  lhes vai acontecer  o mesmo.
É necessário consciencializar o idoso que estas situações são crimes e que devem ser denunciadas.

Esta Nóticia foi tirada do Jornal Voz Ribatejana, dia 9 de Novembro de 2011.














1 comentário: