gerofuturo@gmail.com

quinta-feira, 31 de março de 2011

Titulo: ” Festejou 105 anos mas ainda gosta de fazer a barba sozinho”

Artigo sobre Manuel dosSantos que tem 105 anos e reside no concelho de Tomar.
Centenário faz por manter uma vida autónoma, continuando a viver sozinho na sua casa. Tem dois filhos, seis netos e oito bisnetos.
Acorda todos os dias as 7 da manha, o seu pequeno-almoço e uma chávena de café com leite e uma torrada,
entretém-se a tirar as ervas do jardim, gosta de ver tv e estar sentado a
lareira. 
A filha Maria da Conceição de 62 anos, a quem lhe leva o comer diariamente, trata-lhe da roupa e ajuda-o a tomar banho.
O filho Rafael dos Santos de 76 anos diz que queria fazer lhe a barba mas ele não deixou, porque enquanto puder quer ser ele a fazer.
Manuel dos Santos nasceu a 23 de Dezembro de 1905, era carpinteiro de profissão e trabalhava na agricultura.
Não toma medicamentos, e quando esta doente e obrigado a ir ao médico, gozando a boa saúde e perfeitamente lúcido, os únicos senãos é a falta de vista e a lucidez.
Comemorou o seu aniversário no dia de natal com a sua família e desejou só mais um ano.
Quando o seu filho perguntou se queria uma bengala para andar mais depressa respondeu que as bengalas eram para os velhos.
Quando O Mirante quis lhe tirar uma foto fez questão de colocar um chapéu e um casaco para ficar “como deve ser”.

Fonte: Resumo do artigo publicado no jornal O Mirante de 6 de Janeiro de 20
A minha Opinião:
Eu escolhi este artigo sobre Manuel dos Santos, de 105 anos porque é um exemplo de autonomia.
Manuel dos Santos é um exemplo porque faz par ser activo, não fuma e não bebe pois estes factores de risco prejudica a saúde das pessoas.
Existem hoje em dia muitas pessoas dependentes, que dependem da sua família para tudo, algumas por já
não terem capacidades físicas e mentais outras porque se acomodam, Manuel dos Santos prefere ser uma independente da família, por isso insiste em viver sozinho.
A autonomia é importante nos idosos, porque assim não perdem as suas capacidades  mentais e motoras e sentem-se úteis.





Rita Fernandes

Sem comentários:

Enviar um comentário